terça-feira, 29 de janeiro de 2008

Cinema, Literatura, Diferenças e Educação

Crianças Invisíveis: Pobreza, Aids, preconceito, guerra e outros aspectos de uma infância perdida e desiludida estão no filme Crianças Invisíveis. O projeto, que contou com apoio da Unicef, é composto por sete curta-metragens comandados por diferentes diretores em sete países do mundo. Excluídos e invisíveis, o filme retrata a situação das crianças e adolescentes que vivem nas situações mais vulneráveis e difíceis de serem protegidas, e explora as causas da exclusão e os maus tratos que sofrem a infância.

Crash, no limite
Uma década depois do caso Rodney King, motorista negro espancado por policias brancos, pessoas de etnias diferentes ainda não conseguem conviver em paz na cidade de Los Angeles. Essa é a mensagem de "Crash - No Limite",

Homens de Honra

Situada nos anos 40, a história mostra as esperanças de Carl , filho de um lavrador humilde, em ser alguém na marinha. Porém, ao chegar no navio, descobre que os negros são recrutados somente para trabalhar na cozinha do navio.

Simples como Amar
Uma garota com problemas mentais arranja um namorado. O relacionamento é desaprovado por sua mãe protetora, o que faz com que a garota queira cada vez mais liberdade em sua vida

Amy, Uma vida pelas crianças.
História de uma mulher que deixa tudo para se tornar professora em escola para crianças deficientes. Ela entra para um mundo sem som e se dedica a ensinar crianças a falar. Elas por sua vez, a ensinam a amar.

Gaby
Gaby Brimmer nasceu sem conseguir se mover, andar e falar. Em 1979 tornou-se literária ao escrever um livro numa máquina de escrever usando só o pé esquerdo. Sua luta corajosa para se comunicar, enfrentar o mundo e explorar os horizontes surpreendentemente distantes de suas habilidades.

Filhos do Silêncio
Mostra o amor de uma mulher surda e muda e um professor especializado.

Rain Man
Autista com limitações mentais. Ele e o irmão convivem e aprendem grandes lições de vida.

Nicky and Gino
Gêmeos, um deles é médico e o outro tem deficiência mental adquirida por acidente na infância.

Meu Filho, Minha Vida
História de um menino autista e todo empenho e dedicação da família para integrá-lo à sociedade.

Amargo Regresso
Reintegração de um soldado que fica paraplégico em função de ferimentos de guerra.

Além dos Meus Olhos
Um casal cego que não pode ter filhos resolve adotar uma criança. O Estado é contra, mas o grande desafio é provar que o amor é mais forte que a lei.

Missão Especial
Corrine descobriu o amor com os seus filhos, mas fica transtornada ao descobrir que não existia cura ou tratamento efetivo para a doença de seus filhos gêmeos Stephen e Phillip que nasceram autistas. Para não se tornar prisioneira desta deficiência ela está determinada a propor uma vida normal aos garotos e começa uma jornada em busca desta nova vida. Ela terá que enfrentar muitos obstáculos para superar os preconceitos da sociedade e mostrar a capacidade de seus filhos.
O Piano
É a história de uma surda e de como a sensibilidade ou a falta da mesma influencia no relacionamento com as pessoas portadoras de deficiência.
Mentes que Brilham
Tendo no elenco a própria Foster, Dianne Wiest, Adam Hann-Byrd, o enredo conta a história de uma jovem operária, mãe solteira de uma criança que se revela superdotada, tendo como inspiração a própria história de Jodie, a qual foi uma criança-prodígio, enfrentando muitos desafios em sua vida, tais com aceitação e no filme o pequeno também encontra muitos problemas a enfrentar.
Prisioneiros do Silêncio
Mãe leva filho autista para uma instituição especializada e descobre maneiras de comunicar-se com ele.

Literatura:
Tudo bem ser diferente (Todd Parr)
Aprendendo sobre as Diferenças (Rodrigo Estranhamanho)
Flicts (Ziraldo)
Por que Eloísa? ( Criatiana Soares)

7 comentários:

Luis Carlos Z. Dhein disse...

Elis, hoje vou te dar 5 estrelinhas, pela excelente listagem, pelas excelentes dicas. Pessoalmente, me emociono e me indiguino quando olho o filme crianças invisiveis. Me dá um nó na garganta só de pensar. E pior, não é preciso olhar tão longe para ver casos semelhantes ao do filme. A nossa sociedade sempre ocultou muitos fatos, e esse é um deles. Se fala em democracia e Direitos humanos, que são excelentes idéias, mas ainda é lamentável ter que fazer um documentário, por sua vez bem realista, para tentar sensibilizar as pessoas e os órgãos políticos. Ainda vivemos em um sistema que procura manter cada um em seu lugar. Vivemos atualmente em uma sociedade governada por pessoas que se dizem tão democratas que acabam não usando a democracia para ela não gastar.

Abração Elis e parabéns pelo post, pretendo olhar as demais dicas.

Professor Daniel disse...

Oi Elis!
Muito obrigado por atender tão gentilmente meu pedido. Suas indicações me serão muito úteis. Grato, Daniel.

Culturanarede disse...

Dentre outras formas de utilizar meios tecnológicos em sala de aula, como suporte para auxiliar no processo de ensino e aprendizagem, o cinema merece destaque principalmente tratando-se de ótimas produções a serem trabalhadas com temas relevantes. Nesta postagem algumas sugestões de filmes com múltiplas possibilidades. Certamente com uma dose de criatividade, certamente uma experiência riquíssima!
Valeu pela contribuição Elis.

Professora Erika disse...

Elis, faço parte dos blogs educativos e confesso que há tempos não leio textos tão interessantes. Peço-lhe licença para usar o seu "Deu um apagão na educação", para refletir em meu blog. Agradeço pela oportunidade de reflexão que seus textos proporcionam. Peço-lhe ainda que continue a contribuir de forma tão positiva e construtiva para a educação.

Profe Elis disse...

Professora Érica....São comentários como este que tão carinhosamente escreveste que nos dão ânimo e forças para continuarmos estudando e escrevendo. Não sabes como fico feliz. Quanto à publicação em seu espaço, com certeza podes divulgar sim. E novamente obrigado pelo carinho.
Um abração da profe Elis.

Marcia Paganela disse...

Elis....
Obrigada pelo seu comentário... são essas pequenas grandes coisas que nos dão força e nos fazem feliz...
Beijos...

Rubens S Leme disse...

Parabéns Elis,
O blog esta lindo ... muito bom.
abraço Rubens Leme
www.aprendaefaca.com